segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Ahh, os furos nossos de cada dia!

Coleguinhas, estava cá eu, trabalhando (hahaha, piada!!) e tentando pensar no que escrever no bllóóg. Sim, porque fim de semana é impossível escrever: primeiro porque Mini-coleguinha não me dá trégua, e segundo, porque durante esses dois dias é impossível pra mim encontrar a minha alma bobeiral. Por isso, somente teremos posts durante a semana, viu?

Oncotavamess?! Ah é, material de bobeira. Como não encontrei nada, me lembrei de algumas pérolas de crianças (ótimas com maçã na boca, no forno) entreouvidas porr aíí:

Estava a mãe de uma amiga na porta de seu prédio, esperando sei lá o quê; tbém estava uma jovem mãe com a filha de mais ou menos 3 ou 4 anos, esperando sei lá o quê; e um taxista peludo no peito, de camisa meio aberta, do lado de fora do táxi, esperando sei lá o quê. Ni qui a mãe de amiga vê que a menina não parava de encarar o peito do taxista, ele tbém notou e perguntou: 'o que foi neném, o seu pai não tem pelo no peito, não?', meio divertido e orgulhoso... a menina então, fazendo um triângulo com os dedos, disse: 'não, mas a minha mãe tem um pouquinho assim (mostra o triângulo) bem aqui, ó (apontando para a ... vcs podem imaginar: kakakaka, quase fiz pips na calça!). Com uns slides mostrando as imagens ficaria mais engraçado, mas a idéia é essa. É claro que mãe de amiga caiu na gargalhada, o taxista ficou estupefato e a mãe agarrou o braço da menina e se materializou numa das naves dos Klingons, pra só então pedir socorro pro cap. Kirk. Tadinha!!

Ou então, essa foi demais, parece piada... estava uma prima em uma festa super animada. O casal que estava dando a festa era súúper amigo de um outro casal, estavam sempres juntos, e o último tinha um filho. O dono da festa então nota que o pentelho, ops, quer dizer anjinho, está seguindo ele por tudo quanto é lugar e não parava de encará-lo, até que finalmente ele parou e perguntou: 'o que foi pentelhinho, ops, anjinho, vc quer que o tio te dê alguma coisa?', ni qui ele respondeu: 'não tio, sabe o que é, a minha mãe falou pro meu pai que a tia Fulana (esposa dele, óbvio) coloca chifre em você e eu estou procurando. TÓIMÓIMÓIM!!!!

Que fofo; que meigo! Imagina a cena; não, nem quero.

Outra pérola aconteceu com Bêê Tóó, que é muito comportada, mas que tem seu dia de mau humor como todo ser humano na face da terra: um dia ela estava no elevador com a mãe quando entrou uma senhora, que foi logo dizendo: 'sabia que você é muito linda?'. A mau humorada (puxou à Dinda) respondeu na lata: 'é, eu sei, todo mundo fala isso", e virou a cara. Coitada da mãe (minha leitora assídua do bllóóg), queria que o elevador caísse direto no fosso.

Então por hoje é só pessoal. Se lembrar de outros acontecimentos, 'vou estar postando'.

Bêê Tóó.

Coleguinha adora ouvir essas histórias pitorescas, mas só enquanto Mini-coleguinha ainda não apronta tbém.

2 comentários:

Stela Francêsco disse...

Mais uma pérola... Estavámos também no elevador, parece que isso sempre acontece quando você não tem para onde fugir, com mais duas pessoas, que falaram para a bêetóó "Que linda a sua sandália?" e ela prontamente respondeu "Não é sandália, é chinelo.....". Fazer o que se ela puxou o mau humor da dinda...
bêêtóó

Carlinha disse...

Ah...tb tenho as minhas pérolas. A pitbull tava voltando de táxi para casa quando ela soltou "mãe, que cheiro ruim aqui, hein? Eu, para disfarçar, falei, "o cheiro vem lá de fora, filha, deve ser o esgoto"! Ela retrucou, tampando o nariz "mas é muito ruim, mãe, não passa" e seguiu gemendo. O taxista, claro, ficou mudo, pq foi ele q soltou um pum, e eu não pude fazer nada senão segurar o riso.

Tem outra. Minha sogra perguntou para ela: "o que vc vai ser qdo crescer?" Mais que depressa ela respondeu :"Adulta, ué!".