terça-feira, 31 de agosto de 2010

Que falta de ânimo... Minicoleguinha doente, Cunhado internado, Mami que está se recuperando de uma cirurgia, ufa!

Alguém aí pode me mandar um vidro de sal grosso mais uma garrafinha de água do mar?

Bêê Tóó

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Nu com a Mão no Bolso

Coleguinhas,

Vocês já pagaram mico ao ver uma personalidade famosa? Já deram gritinhos, choraram, arrancaram os cabelos, como muita gente fazia com os Menudos?

Quem mora no Rio de Janeiro está bem acostumada a dar de cara com os famosos na orla (leia-se praia), dando corridinhas, levando os pimpolhos pra tomar sol... ou então no shopping, fazendo uma comprinhas básicas (leia-se Louis Vitton, Gap...). Ou quem vive na ponte aérea Rio-São Paulo, provavelmente até já sentou ao lado de um desses...

Pois é... mas eu morava em Petrópolis, cidade pequena, e famoso era coisa de revista.

Eis que estávamos eu, Mãe de Bêê Tóó e Deiona passando férias em São Lourenço, adolescentes, novinhas, ingênuas, virgens, fazendo programa de adolescente, novinha, ingênua, virgem: patinando e bebendo água no parque das águas, se entupindo de chocolate e sanduíche com maionese (maravilhooooosa!!!) da lanchonete point da cidade, quando de repente 'se virei-me' pro lado e dei de cara com um rosto conhecido:

"Epa", falei, "esse não é o cara da abertura da novela?"
"Quem?" - Mãe de Bêê Tóó falou...
"Onde?" - Deiona gritou...
"Ali." - mostrei com o beiço...

Pronto. Algazarra. Desmaios. Risinhos. Coração disparado. MICO!!!!
Começamos a seguir o cara pra tudo quanto é lado... pra direita, pra esquerda, atravessando a rua, subindo ladeira, disfarçando com o sorvete... parecíamos umas retardadas babando. De repente ele entra em um prédio onde havia uma palestra não sei do que e que ficava ao lado de onde estávamos hospedadas. Resultado: ficamos de tocaia, esperando ele sair pra continuar a seguí-lo e agora, tentar tirar uma foto. Toca a música de Missão Impossível...

Como ele demorou, fizemos turnos para tomar banho e nos aprontar pra balada e não perder a oportunidade, até que finalmente o gajo saiu. E aí, cadê coragem pra pedir pra tirar uma foto? Mas a cara de pau aqui afinal respirou e foi pra galera... Tiramos a foto, mas... antíclimax... mais nada. O cidadão foi embora e nós fomos pra night (que em São Lourenço era ficar dando voltas no quarteirão da lanchonete, sentar no Ferro da Viúva, e mais nada).

Que besteira, né? E na época nem tinha máquina digital, então nem sabíamos se as fotos ficaram boas, e quando as revelamos a graça já tinha acabado.

Mas, vê se o mico não valia a pena na época:

Hoje em dia uma b... é uma coisa comum de ser vista na TV, mas naquela época (ó idade!!!) era raro...
Bêê tóó
P.S.: Eu nem tenho essa foto, a minha não bateu... acho que Deiona ainda tem a dela, sei lá. Mãe de Bêê Tóó não lembro se tem, vou perguntar.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Don't you just hate them?

O vídeo fala por si só:

video

Chatonildooooossss!!!

Bêê Tóó

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Ah, se fosse fácil...

Tem dias em que tudo que você quer fazer é dar o troco...






Bêê Tóó

sábado, 7 de agosto de 2010

FELIZ DIA DOS PAIS



Ao Meu Pai,

Que esteve presente, de corpo e alma, durante o pior período da minha vida, em que fiquei no hospital por conta do parto prematuro de Minicoleguinha; que até penico trocou para mim durante as noites (que feio falar 'penico', né?); que tem seus defeitos, como todos nós, mas que sempre tentou ficar do meu lado e de Mãe de Bêê Tóó (minha irmã, dãã...)...

Um Super-Hiper-Mega-Giga Feliz Dia dos Pais, com muito Amor e Carinho.

Bêê Tóó