segunda-feira, 19 de abril de 2010

Dando Pinta de Psicóloga

Orá Coleguinhas,

Vocês já viram esse comercial?

video

Muito legal, né?!

Mas toda vez que eu o assisto 'encasqueto' com uma coisa, não sei se vocês vão concordar comigo.

A dona da casa mostra toda a reforma do novo apartamento e 'the cream of the crop': seu closet lotado de roupas e sapatos maravilhosos para suas amigas, que ficam extasiadas, a abraçam, comemoram, ficam felizes pela amiga, blá, blá, blá whiskas sachê. Ao mesmo tempo ouvem gritinhos vindo do outro lado, onde o marido faz a mesma coisa com seus amigos, que choram, se abraçam, comemoram, ficam felizes pelo amigo, blá, blá, blá whiskas sachê. Tudo muito engraçado, mas acho que um tanto inverossímel.

'Por quê?', vocês se perguntam e eis a razão: acho que o closet lotado de cervejas deixa seus amigos felizes porque provavelmente o cara vai compartilhar tudo aquilo com eles, assistindo um jogo de futebol, comendo porcarias e emporcalhando a casa, adiconado ao fato de que tudo pode ser reposto novamente (até mesmo com a ajuda financeira dos amigos). E homens realmente são assim.

Agora, falando sério, você acha que o comercial retrata o que realmente aconteceria com nós, mulheres? Eu acho que não. As amigas iriam olhar tudo, fazer elogios totalmente mentirosos (e não dar gritinhos de alegria por ela), ficar verdes de inveja, dar sorrisos amarelos, abraçar a amiga de modo bem falso (em oposição à genuína demonstração de 'estou feliz por vc' do comercial) e ainda por cima falaria mal de toda a decoração, das roupas, da amiga, do mundo em geral, e que ela nem gostaria de ter nada como aquilo, pois deve dar trabalho de limpar, a empregada podia roubar alguma coisa, por isso que ela não tem e por aí vai. E outra coisa, a dona do closet vai compartilhar tudo aquilo com as amigas? Hell, no!!! Então, dar gritinhos pra quê?!

Pois é, eu sei que EU não daria gritinho nem pulinho nenhum numa situação dessas, daria um sorriso beeem amarelo, faria um elogio beeem mixuruca e iria encher a cara de Heineken (se eu bebesse) pra esquecer que o meu armário é da Casas Bahia.

Bêê Tóó

terça-feira, 13 de abril de 2010

Orá Coleguinhas,

Recebi esse texto de Irmã Caralho II e achei hilário... pra não dizer o contrário... não me certifiquei se as frases a seguir foram realmente ditas, mas nada do que vem da nossa capital me surpreende:

Frases de efeito...
(Muito efeito! Efeito demais!...)


“Eu gostaria de ter estudado latim, assim eu poderia me comunicar melhor com o povo da América Latina.”
(Deveria ter nascido mudo!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“A grande maioria de nossas importações vem de fora do país.”
(Putz!...)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Se não tivermos sucesso, corremos o risco de fracassarmos.”
(E o risco é mesmo grande!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“O Holocausto foi um período obsceno na História da nossa nação.
Quero dizer, na História deste século. Mas todos vivemos neste século! Eu não vivi nesse século...”

(Aiaiaiai... O cara cheirou rodasol!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Uma palavra resume provavelmente a responsabilidade de qualquer governante. E essa palavra é ‘estar preparado’”.
(????)
Luiz Inácio Lula da Silva

“O futuro será melhor amanhã...”
(!!!!)

Luiz Inácio Lula da Silva

“Eu mantenho todas as declarações erradas que fiz...”
(E continua a fazer!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Pelotas é uma cidade que exporta viados.”
Luiz Inácio Lula da Silva

“Um número baixo de votantes é uma indicação de que menas pessoas estão a votar.”
(Socooorro!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Nós estamos preparados para qualquer imprevisto que possa ocorrer ou não..”
(Felomenal!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Minha mãe nasceu analfabeta.”
(Será?!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Não é a poluição que está prejudicando o meio-ambiente. São as impurezas no ar e na água que fazem isso.”
(Ah, bom!)

Luiz Inácio Lula da Silva

“É tempo para a raça humana entrar no sistema solar.”
(Fechou com chave de ouro!)
Luiz Inácio Lula da Silva

“Para os chineses, 2009 foi o ano do BOI. 2010 é o ano do TIGRE. Felizes são eles que, a cada ano, trocam de animal. Nós já estamos há 8 anos com o BURRO e se não soubermos votar, 2011 será o ano da JUMENTA!”

Desconheço o autor

Bêê Tóó

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Será que eu é que estou errada?!

Caramboleta Coleguinhas,

Cada vez mais fico indignada com a falta de noção das pessoas... sim das pessoas, sim, porque estou chegando à conclusão que eu é que sou a exceção, e todo o resto passou a ser a regra.

Acho que já contei aqui que já vi gente em fila de restaurante de comida a quilo que 'belisca' batata frita, salgadinho, etc, enquanto espera o prato ser pesado, ou seja, come sem pagar.

Aqui em Belo Horizonte na maioria das padarias o próprio cliente se serve do que quer e leva para ser pesado, então vários itens ficam expostos e cada um vai lá e retira o que quer. Isso acontece inclusive em supermercados que têm padaria.

Agora, o que passa na cabeça de uma pessoa pra achar que só porque o pão de queijo tipo salgadinho está exposto ela pode comer 'unzinho'?! Sim, sempre tem alguém que pega um e come: jovem, velho, mulher, homem, criança, papagaio, cachorro...

Eu nunca pensei em fazer uma coisa dessas: juro, não é demagogia não. Quando vou comprar pão de queijo pra Minicoleguinha eu espero pesar e só depois dou um pra ele. Normalmente quando uma das atendentes vê isso diz: 'tadinho, pode dar', ni qui respondo que ele tem que aprender o certo e a esperar pelas coisas. Normalmente elas olham pra mim como se eu fosse uma marciana, até porque eu já dei boa tarde/dia/noite e agradeci, e a maioria passa batido.

Por que as pessoas têm o hábito de transgredir, de fazer coisas que se não exatamente 'crime' ou 'delito', são pelo menos socialmente inaceitáveis? E o que é pior, fazem isso na frente de seus filhos, criando neles o hábito de fazer o mesmo e só aumentando a bola de neve da falta de consideração e de noção.

Mas, se você é uma dessas, é pra ficar com VERGONHA e passar a fazer as coisas de forma correta. Aproveita e faz um 'mea culpa ' do que mais você faz que não deveria ser socialmente aceitável, tipo parar em fila dupla, estacionar em vaga de cadeirante, furar fila de banco, etc., etc., etc., mas que todo mundo faz.

Tá bom, quem sou eu pra chamar a atenção de vocês né?! coisa mais desagradável, ela se acha a tal, a gostosona, mas além de ser leonina, eu tento fazer a minha parte e ter um pouco de bom senso e inteligência básica. Qualquer um pode fazer isso, não é necessário ser um Einstein nem a Madre Tereza de Calcutá. Faça a sua parte.

Bêê Tóó