quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Receita pro fim de semana

Oi Coleguinhas,

Hoje é quinta-feira, já podemos 'estar pensando' no cardápio de fim de semana. Afinal, temos que ter tempo de comprar os ingredientes, ler a receita (e entendê-la), fazer um test drive com a porcaria da receita (principalmente se quiser agradar um namorado velho e/ou novo, sogra, chefe, não necessariamente nessa ordem)... iihh, pensando bem, já tamo em cima da hora.


Intão aqui vai uma receitinha bem fácil: mãos à obra, força na peruca e bom apetite!!!


FRANGO COM WHISKY


Ingredientes:
- 01 garrafa de whisky (do bom claro!)
- 01 frango de aproximadamente 02 quilos
- sal, pimenta e cheiro verde a gosto
- 350 ml de azeite de oliva extra virgem
- nozes moída
Modo de preparar:

- pegue o frango
- beba um copo de whisky
- envolver o frango e temperá-lo com sal, pimenta e cheiro verde a gosto.
- massageá-lo com azeite.
- Pré-aquecer o forno por aproximadamente 10 minutos.
- Sirva-se de uma boa dose (caprichada) de whisky enquanto aguarda.
-Use as nozes moidas como “tira gosto”.
- Colocar o frango em uma assadeira grande.
- Sirva-se de mais duas doses de whisky.
- Axustar o terbostato na marca 3, e debois de uns vinch binutos, botar para assassinar.
- digu: assar a ave.
- Derrubar uma dose de wuisky debois de beia hora,
- formar abaertura e gontrolar a assadura do frango.
- Tentar zentar na gadeira, servir-se de uoooooooootra dose saraaaaada de wuiskiy.
- Cozer(?), costurar(?), cozinhar, sei lá, voda-se o vrango.
- Deixáááá o filho da buta do pato no vorno por umas 4 horas inquantu inda tem wuihsqui bebi otras piquenas doses.
- Tentar retirar o vrango do vorno
- num vai guemar a mão, garaio!
-Maaaandar mais uma boa dose de wuiski (acho qui tm ipsilun…) pra dentro . . de você, é claro.
-Tentá dinovo tirar o sacana do vrango do vorno, porque na primeira teenndadiiiva dããão deeeeuuuuuu.
- Begar o vrango que gaiu no jão e enjugar o vilho da buta com o bano de jão e gologá-lo numa pandeja ou qualquer outra borra, bois avinal você nem gosssssssssta muito dessa bosta de marreco mesmo…


Depois cês me contam se deu certo, hahaha


BÊÊ TÓÓ.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Tô Picanha!!!!

Pois é, coleguinhas


Estou picanha mesmo. Com gordura. Daquela que ninguém come porque fica com nojo. A única coisa é que estou picanha suína. Por quê? Porque estou branca e com gordura nas extremidades. Então, picanha suína.

Estava me olhando no espelho de biquini. Fiz cara feia. Maridjo perguntou, 'o que foi, não gostou do biquini?, tá bonito!'. Respondi: 'não, não gostei do que está dentro do biquini'.


Realmente estou picanha.

Aí, outro dia, no carro, ele disse que sonhou que estava pegando uma japonesa. Mãe De Bêê Tóó disse 'como assim?, uma japonesa?' e ele disse 'comida japonesa' e completou 'já tenho a minha japonesa em casa (falando de mim, como assim?, eu nem tenho olho puxado)'. E eu disse que estava mais pra comida mineira: gostosa, mas cheia de gordura hahaha (é melhor rir pra não chorar!)

É isso aí: pros cariocas estou picanha, pros mineiros leitão à pururuca.


E bêê tóó.


P.S. Alguém viu Hugh Jackman no Oscar? Eu não vi, na casa de Mami não tem TV a cabo, buá, buá, só desfile de carnaval e BBB: AAARRGHHH!!!!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

CARNAVAAALLL!!!




COLEGUINHAS, AMANHÃ É CARNAVAL!!!

Vocês estão pensando: ela é carioca, deve estar se preparando pra ir ao sambódromo, sambar (claro) até cair, quem sabe ela até desfila, né???


Erraram: eu DETESTO carnaval. Eu até que sambo razoavelmente, afinal o pé na África taí pra isso messmo (e me fazer gastar dinheiro com progressiva), mas é só isso. Eu não gosto da muvucada, da bebedeira e pior, não gosto do estilo de música. Sim, eu DETESTO axé, samba, etc. O que ainda salva é um pagodinho, mas aquele do estilo Exalta Samba - nada de Zeca Pagodinho (eca!).

Agora, eu respeito aqueles que gostam. Eu queria até gostar, mas não tem jeito: não gostava quando era nova, dava pinta por aí, imagina agora, casada, mãe de família, quase uma freira (pq quem tem filho pequeno praticamente volta a ficar virgem - morra de inveja Angela Bismarck).

Mas, como a vida, essa caixinha de surpresas, dá muitas voltas, agora com filho vamos ver se o levo a uma matinê com Bêê Tóó, Afilhada, Dindos e Tios, porque eu sou democrática: não gosto de carnaval, mas ele pode gostar, né. Em compensação, estou com um problema; Mini-coleguinha vai fantasiado de pirata e eu não sei de que vou fantasiada.

Estou sem dinheiro, sem inspiração, sem saco. Acho que vou de Aurora: salto alto e bunda de fora. O salto eu já tenho, a bunda tbém e ainda por cima todo mundo vai olhar pra mim... SUCESSO TOTAL.

Bem, coleguinhas, um óótimo carnaval procês tudo. Não sei se vai ter post porque vou pra casa de Mami e lá a conexão é discada... demoooora pra fazer qualquer coisa.

BÊÊ TÓÓ PURPURINESCOS.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Gúdi náiti Coleguinhas,

Eu não 'sou' uma mulher ocupada, mas como 'estou' ocupada esses dias, ando em débito com os meus (seis) seguidores, membros da família, amigos e novos coleguinhas que sempre dão uma passada mas nunca comentam (humpf! vamu comentar).

Vamos ver se amanhã eu faço um post beeem mais inspirado e com espírito carnavalesco.

Tomara que não apareça nenhum trabalho de última hora, né?! Tenho q lembrar de avisar pros meus 'criente estrangêro' que aqui o clima já é de carnaval, e que então não podemos nos cansar trabalhando... temos que guardar energia pra folia (como seu pudesse ou quisesse ir sambar, mas anfãn).

Cíí iúú tumórrrôu!!

Bêê Tóó

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Enjoy!!!

Coleguinhas,

Uma rapidinha hoje:

videoAhhh, coitado!!!

Bêê Tóó

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Tiradas de Bêê Tóó I

Orá Coleguinhas,

E aí, como foi o findi? Tudo de bom? Balada, comilança, descanso? Que bom!

Por falar em findi, neste eu fui pra casa de Mami, e tinha o niver de 4 anos de Afilhada (que não é a Bêê Tóó, mas que tbém é súúper gotósa!), onde comi muuuiiinnto e falei besteira prá carááio, vééi! Ah, e fiz propaganda do blóóg, né! Mas o que qui eu ia falar mesmo, hein? Já sei.

Como vocês já sabem, tenho uma sobrinha/afilhada, a Bêê Tóó (pra quem não conhece a história, é só ler aqui) e, como toda Dinda que se preze, acho que ela é súúper inteligente, tem umas tiradas geniais (como toda criança), mas realmente às vezes ela surpreende.

Estávamos eu, Mini-coleguinha e Bêê Tóó assistindo ao DVD do Hi-5 (eca!!!) pela ducentésima nonagésima vez quando, na história final aparece uma minhoca que é chamada de preguiçosa porque naquele dia estava à toa. Ela (a minhoca, não Bêê Tóó) diz que está de folga nesse dia, mas que ela trabalha muito, pois afinal de contas é responsável por revolver o solo. Pausa para minha afilhada perguntar: 'Dinda, o que é solo?'

Eu respondo o mais simplesmente possível que era a mesma coisa que terra, onde plantamos, flores, etc. Aí, ela (Bêê Tóó, não a minhoca do programa) pergunta: 'E revolver?'. Essa ficou um pouco mais complicada para responder de forma simples. Então perguntei 'Você já viu uma minhoca na terra?' e ela 'Já', pois então, as minhocas revolvem a terra, ou seja, entram e saem pra deixá-la assim, mais humm, éé ... (não conseguia pensar em uma palavra que fizesse parte do seu vocabulário - seu não, do da Bêê Tóó), ni qui ela me interrompe e diz triunfante: 'pra deixar a terra mais afofada, Dinda?'

CARAMBOLETA, de onde que essa menina tira essas conclusões?! E não é que era isso mesmo? Aí eu fico lembrando que quando eu tinha a idade dela (da Bêê Tóó, que tem 5), eu era uma songa-monga de marca maior... quando íamos a um restaurante, eu e minha irmã, qdo ficávamos de saco cheio de ficar sentadas pedíamos pra levantar. Aí vc pensou 'e saíam correndo, se batiam, gritavam, etc'. Ledo engano: ficávamos em pé AO LADO da mesma. Imaginou? Pois é, mais dãã do que isso impossível, né?

Se era assim pra fazer coisas inerentes a crianças (leia-se bagunça) imagina se tínhamos essa inteligência e vivacidade toda que as crianças têm hoje.

ME AMARROTA QUE EU TÔ PASSADA!

E BÊÊ TÓÓ!!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Ô Trem bão, sô!!!!

Intão, coleguinhas

Agora eu sô minêra, né, legítima de Belzonte, mas todo mundo pega no meu pé por causa do meu carioquês.

So, vou pegar agora no pé dos mineirim:

DICIONÁRIO DE MINEIRÊS
A
Antisdonte
: Em algumas regiões de Minas pronuncia-se ÃNSDIONTI .- o mesmo que “antes de ontem” . “Antisdonte eu vi a Lindauva. Tava uma belezura, a minina”.
Arreda: v.i. 1. Verbo na forma imperativa (dânnu órdi), paricido cum “sair”: Arreda prá lá, sô!

B
Belzont: s.p. 1. Capitar das Minas Gerais.
Beraba e Berlândia: s.p. 1. Cidades famosas do Triângulo Mineiro.

C
Cadiquê:
(?! ) Na forma erudita: CAUSDIQUÊ - mineirin tentânu intendê o pruquê d’arguma coisa... 'Por causa de quê?',
Confórfô eu vô: p.q.p. 1. Conforme for, eu vou.

Dendapia: dentro da pia. Ex: “ Muié, o galo tá dendapia”.
Deu: o messs qui "di mim". Ex : " - Larga deu, sô !"
Deusdi:o messs qui “desde”. Ex: " - Eu sou magrilim deusdi rapazín !"
Deusdiqui: prep. 1. Desde que: Eu sou magrilin deusdiqui eu era muleque!
: o messs qui "pena", "compaixão" : "Ai qui dó, gentch...!!!"
Dôdestombago - o mesmo que DODESTONGO. (dor de estômago) “Essa danada da minha úrsera dá uma baita dôdestombago.”

E
Embadapia
: Debaixo da pia. Ex.: Muié, ele agora tá embadapia.
Émezzz: (?) adj. 1. Minerin dimirado do que contaro pr’ele. Podi tá querêno tamém cunfirmá arguma coisa.
Espia: s.p. 1. Nome da popular revista VEJA quando chega na distante e pequena cidade do minerin.
I
I
: conj. 1. E: Minino, ispecial, eu i ela, vistido.
In: v.t.i. 1. Forma diminutiva: Piquininin, lugarzin, bolin, vistidin, sapatin etc....
Intorná: g.g. 1. Quando não cabe na vasilha. 2. Derramar.

J
Jizdifora
: p.d.s. 1. - Cidade minera pertín do RidiJanero, lá prás banda da Vinida Brasil nº 500.000. O pessoar da capitár nunca sabe se a turma de lá é minerin ou carioca. Daí fica dizendo que é terra dos carioca du brejo.

K
Kidicarne
: medida empregada na comercialização de carne - quilo de carne - quinze kidicarne = uma arroba
Kinem: k.b.lo 1. Advérbio de comparação - igual: Ela saiu bunita kinem a mãe.

L
Lidileite
: Litro de leite.

M
Magrilin
: p.d.v. 1. Indivíduo muito magro.
Mastumate: Massa de tomate
Minerin: (pop.) ou MINEIRIN (forma clássica) - Nativo duistádimínass. Típico habitante das Minas Gerais.

N
Negocin
: p.ludo 1. Qualquer coisa que o minerin acha pequeno.
Némêss: (?) - Minerin quereno qui ocê concordi c'ás idéia dêle...
Nimim: o messs qui "em mim". Exempro: "- Nóoo, cê vive garrádu nimim, trem !...Larga deu, sô !!...
NNN: p.o.p. 1. Gerúndio do minerês: Brincannno, corrennno, innno, vinnno.
Nóoo: num tem nada a ver cum laço pertado, não ! É o mess qui "nossa!!" ...Vem di: Nóoossinhora !...
Némermo: (?) z.bra. 1. Minerin procurando concordância com suas idéias. Os cariocas aproveitaram a expressão para criar o famoso “Né mermo, irmão?” com variação para o “Né mermo, brother?”.
Num: NÃO ã.h. 1. Advérbios de negação usados na mesma frase: Num vô não. Num quero não. Num gosto não.

O
Óiaí
: x.x. 1. Olha aí, ó, toma...
Óiaqui: a.b.c. 1. Minerin tentando chamar a atenção para alguma coisa.
Oncotô: (?) - .h.j. Expressão de dúvida. Empregada constantemente quando o mineirim vai pra capitar, ou intão pra SumPaulo. (Onde que eu estou?)
Onquié: br. Int. .É quan nois num sabe pronde é qui nóis vai. (Onde que e?)
Óprocevê: (!) - j.t..Mineirin dimirado cum arguma coisa! (olha pra você ver!)

P
Pão di queijo
: k.h.1. - Ísscêis sabe ! Cumida fundamentar na mezz minêra e que disputa c'o tutú a nosss preferênça
Pelejânu: O mess qui tentânu: " - Tô pelejânu qü' esse diacho né di hoje!
Pincumel: pinga com mel “Si ocês tá cumeçano a constipá, toma logo uma pincumel que é prá mode sarar”
Pópôpó: (?) - h.xá 1. A mineirinha ajudando ao marido fazer café.
Pópôpoquin: o.d.d. 1. Resposta afirmativa do marido.
Prestenção: é quan’um mineirin tá falano mais cê num tá ouvino.
Proncovô: (?) - É quan nóis inda num discubriu pronde é qui nóis vai e tá quainahora. (para onde que eu vou?)

Q
Quainahora
: t.p. Expressão que indica que o mineirm está ficando atrasado: Si nois num apertá a marcha nóis vai chegá dispois do casório.(quase na hora)

S
Sapassado
: m.p.b 2 - Sábado Passado.
Secetembro: Dia em que se comemora a independência do Brasil.
: fim de quarqué frase. Qué exêmpro tamém ? : Cuidadaí, sô !!...

T
Tirisdaí
: É quan um trem tá travessado bem in frente di nóis: Ex Tirisdaí minino! Tá travancando o caminho. (tira isso dai)
Tradaporta: atrás da porta – Receita mineira: “Si a visita si isqueceu de tomá rumo de casa, cês põem a vassora tradaporta qui num instantim ela vaimbora”.
Trem: s.b.p. 1. Palavra que não tem nada a ver com transporte, e que quer dizer qualquer coisa que o minerin quiser: Já lavô us trem? Eu comi uns trem. Vamo lá tomar uns trem? Qui trem é esse atrás d’ocê?
Triango minero: m.p.b. 1. Triângulo Mineiro.
Trosso: s.b.p. 1 É quiném trem

U
Uai
: u.a.i. 1. - Corresponde a "UÉ", dos paulistas. Melhor Definição: "Uai é uai,...uai !"

V
Varge
: e.l.a. 1. - Aquele legume verde rico em fibras. Serve tamém pra dizê daquelis lugar nos pé de morro ondi fica chei d’água no chão e que o pessoar usa pra prantá arroz: (Várzea)
Varginha: p.d.s. 2. – Né Varge piquinininha não, viu gente? É uma cidade minera pertín de Sum Paulo. O pessoar da capitár nunca sabe se a turma de lá é minerin ou paulista. Daí fica dizeno que é terra dos parlista frustrado.
Vidiperfum: . s.b.p.3. É donde se guarda aquelas água de chero. (vidro de perfume)


Uai, sô i num é qui êis fála assim mermu?!

BÊÊ TÓÓ

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Fala sério!

Coleguinhas, hoje 'vou estar falando' de um assunto muito sério (ou engraçado, depende do ponto de vista).

Vocês já perceberam o aumento na profileração de nomes esquisitos, esdrúxulos, chechelentos que existem por aí?! É algo que não tem explicação e por conta disso alguns pais mereciam ser chicoteados por fazer seus filhos passarem por situações constrangedoras.

Daí, estava eu ontem conversando com 'Como Cinco Pães Por Dia e Não Engordo' e 'GR Jr.' (as meninas da clínica onde faço drenagem linfática) e não sei como apareceu o assunto dos tais nomes. Aí então começou a lista. Começo com o nome da minha própria avó, que não é dos piores, mas que a fez inventar um apelido: Petronilha e o meu avô: Orphelino (é assim mesmo). Mas acho que esses não contam, afinal são de outra época.

Só que aí existem os mais contemporâneos, como aqueles em que a pessoa ouve um nome ou palavra em outra língua e põe no filhos: Maicon, Maiquel, Uóxinton, Valdisnei, Madeinusa. QUE QUI É ISSO CRIATURA?

E as combinações? Valdirene (Valdir+Irene - esse já ficou até comum), um da minha família: Edelci (Gelci[q já deve ser mistura]+Eden), Ediano (Edna+Floriano).
Tem tbém os duplos, que geralmente são homenagens: Geraldo Catarino, Conceição Manuela, Marta Daniela (uma amiga).

CARALHOS ME FODAM!: E tem aqueles que são esquisitos por si só e que ninguém sabe de onde saíram: Minervina, Bernardina, Cróvis (desse jeito mesmo), Rainieri.

Todo mundo já deve ter cruzado com alguém com um nome esquisito. Coleguinhas, comentem e digam os seus.

BÊÊ TÓÓ.

P.S. Como os números da audiência de Jeitosinha ficaram abaixo do esperado, a emissora decidiu cancelar a temporada. Quem quiser saber o final da história tem o link aqui
.

Agora sim, BÊÊ TÓÓ.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Retratação

Gentem,
no meu post sobre o selinho eu disse que não tinha 8 blogs legais pra dar o bendito, mas fiz uma injustiça e ficou faltando o blog ELIMINANDO PESO; não sei o que aconteceu, mas ele saiu da minha lista de blogs e acabou escapando da minha atenção. Mas, não poderia deixar de mandar esse selinho para minha amiga da blogsfera Isa, que foi uma das primeiras a comentar no meu blóóg. Só que lembrei que Amor Engorda tbém mandou pra ela, então vai ficar com dois, hahaha.

DEEEESCUUULPA ISA!!! E PEGA O SEU SELINHOOOO!!!

BÊÊ TÓÓ
Boa tarde coleguinhas,

Hoje estou mais calma, sem trabalho (por enquanto) e pensando num monte de besteiras (no bom sentido, que pena! hahaha).

Estávamos então eu e os coleguinhas conversando, enquanto comprávamos nosso lanche matinal, que daqui a alguns anos vamos nos lembrar dos nossos passeios à barataria. 'Epa, você não errou?', vocês estão pensando, mas não, é barataria mesmo. Aqui do lado tem uma padaria que é a nossa única fonte próxima de alimentação (daí o post sobre o desespero de emagrecer), mas infelizmente ela é muuuiiinnto sujinha, os menos sortudos, reza a lenda, já viram baratinhas a passear candidamente pelas instalações, hence o nome que eu, eu, euzinha inventei: BARATARIA.

Aí vocês estão pensando 'mas essa mulé é lôca, se já foi comprovada a sujeira e a presença das 'colegas', porque qui ela continua indo lá?!'. Por um motivo muito simples: ou vai lá ou fica-se com fome. E eu não tô podendo ficar com fome (leia o post sobre o desespero de emagrecer), entonces é pra lá que eu vou. Com cuidado, é claro: não como nada do que fica 'exposto', peço pra fazer tudo na hora e na chapa, que é pra matar os bichinhos (espero!) e tudo o que fica no refrigerador, tipo lata de refri, iogurte de beber, etc., eu lavo com sabão antes de colocar meus lábios de mel, né?

Mas, no final das contas, acho que quando estiver bem velhinha vou lembrar desse episódio como mais um entre tantos da nossa vida que na hora parecem sem importância mas depois gostamos de recordar. Nó, já tenho tantos desses, afinal já estou quase nos 'enta', buá, buá.

Bêê Tóó

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

GANHEI UM SELINHO!!!

Gentem, o 'primeiro ' a gente nunca esquece.

Não esqueci o primeiro tombo feio, o primeiro corte de cabelo que me deixou horrorosa, o primeiro beijo (que foi ruim), o primeiro beijo bom, o primeiro mico, o primeiro sutiã (nóóóssa, essa é velha), o primeiro salário (é muito legal), o primeiro namorado (não necessariamente o primeiro beijo), a primeira vez que vc 'deu' (e a segunda, e a terceira, hahaha), a primeira saída à noite sozinha (sem contar o bando de mulé que vai junto, é claro, mas sem os pais), o primeiro carro (e a primeira batida, e a segunda...), caramboleta, tem tanto 'primeiro' que dava pra fazer um post só sobre isso.

Mas esse é pra falar do meu primeiro selinho: EEEEBBAAA!!! Foi a coleguinha do Amor Engorda que me deu (sem trocadilhos, please) e agora eu tenho que indicar mais 8 blóógs legais, mas como sou nova no pedaço, só tenho 7, sorry. Então, aqui vai:





O Troféu do Amigo!!!

Esses blogs são extremamente charmosos. Esses blogueiros têm o objetivo de achar e serem amigos. Eles não estão interessados em se auto promover. Nossa esperança é que quando os laços desse troféu não são cortados ainda mais amizades sejam propagadas. Entregue esse troféu para oito blogueiros que devem escolher oito outros blogueiros e incluir esse texto junto com seu troféu! Indico:



Ela Fala e Sai Andando
Exorcise sua Alma Gorda
Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita
Argina Seixas
Sou Mais Eu Sim
Brincando de Casinha
Ninguém Lê Esta Porcaria



Bêê Tóó e obrigada coleguinha do Amor Engorda.

Minha vida (parte I)

Hérou, Coleguinhas,

Acho que a minha inspiração (!!!!) já está começando a voltar. Vou 'estar falando' do que tem acontecido na minha life.
Pois é, tenho trabalhado muito (ufa!), muitas traduções para fazer, muitos churrascos para ir às sextas (opa, quer dizer, mais trabalho ainda às sextas), e sempre tem uma paradinha pro lanche, que é sagrado. Até aí tudo bem, temos que comer de 3 em 3 horas, blá, blá, mas ninguém aguenta comer fruta o tempo todo, nem iogurte. Então, engooordei... tô igual a uma vaca: comendo mato e engordando nonetheless.
Entra então o fator desesperador: como emagrecer?!
Aí vc vai procurar revistas, jornais, simpatias (tem uma do Chico Xavier que eu acho q vou fazer), despacho na encruzilhada, dedo na goela, receitas para ajudar a emagrecer e que só consegue seguir por um ou dois dias (no meu caso pelo menos). Eu sou mais ou menos assim, ó:

'Querido Diário,
Hoje começo a fazer dieta. Preciso perder 8 kg. O médico aconselhou a fazer um diário, onde devo colocar minha alimentação e falar sobre o meu estado de espírito. Sinto-me de volta à adolescência, mas estou muito empolgada com tudo. Por mais que dieta seja dolorosa, quando conseguir entrar naquele vestidinho preto maravilhoso, vai ser tudo de bom.

Primeiro dia de dieta: Um queijo branco. Um copo de diet shake. Meu humor está maravilhoso. Me sinto mais leve. Uma leve dor de cabeça talvez.

Segundo dia de dieta: Uma saladinha básica. Algumas torradas e um copo de iogurte. Ainda me sinto maravilhosa. A cabeça dói um pouquinho mais forte, mas nada que uma aspirina não resolva.

Terceiro dia de dieta: Acordei no meio da madrugada com um barulho esquisito. Achei que fosse ladrão. Mas, depois de um tempo percebi que era o meu próprio estômago. Roncando de dar medo. Tomei um litro de chá. Fiquei mijando o resto da noite. Anotação: Nunca mais tomo chá de camomila.

Quarto dia de dieta: Estou começando a odiar salada. Me sinto uma vaca mascando capim. Estou meio irritada. Mas acho que é o tempo. Minha cabeça parece um tambor. Janaína comeu uma torta alemã hoje no almoço. Mas eu resisti. Anotação: Odeio Janaína

Quinto dia de dieta: Juro que se ver mais um pedaço de queijo branco na minha frente, eu vomito! No almoço, a salada parecia rir da minha cara. Gritei com o boy hoje! E com a Janaína. Preciso me acalmar e voltar a me concentrar. Comprei uma revista com a Gisele na capa. Minha meta. Não posso perder o foco.

Sexto dia de dieta: Estou um caco. Não dormi nada essa noite. E o pouco que consegui, sonhei com um pudim de leite. Acho que mataria hoje por um brigadeiro.

Sétimo dia de dieta: Fui ao médico. Emagreci 250 gramas. Tá de sacanagem! A semana toda comendo mato! Só faltando mugir e perdi 250 gramas! Ele explicou que isso é normal. Mulher demora mais para emagrecer, ainda mais na minha idade. Ele me chamou de gorda E velha! Anotação: Procurar outro médico.

Oitavo dia de dieta: Fui acordada hoje por um frango assado. Juro! Ele estava na beirada da cama, dançando can-can. Anotação: O pessoal do escritório ficou me olhando esquisito hoje, Janaína diz que é porque estou parecendo o Jack do “Iluminado”.

Nono dia de dieta: Não fui trabalhar hoje. O frango assado voltou a me acordar, dançando a dança-do-ventre dessa vez. Passei o dia no sofá vendo tv. Acho que existe um complô. Todos os canais passavam receita culinária. Ensinaram a fazer Torta de morangos, salpicão e sanduíche de rocambole. Anotação: Comprar outro controle remoto, num acesso de fúria, joguei o meu pela janela.

Décimo dia de dieta: Eu odeio a Gisele B.

Décimo-primeiro dia de dieta: Chutei o cachorro da vizinha. Gritei com o porteiro. O boy não entra mais na minha sala e as secretárias encostam na parede quando eu passo.

Décimo-segundo dia de dieta: Sopa. Anotação: Nunca mais jogo pôquer com o frango assado. Ele rouba.

Décimo-terceiro dia de dieta: A balança não se moveu. Ela não se moveu! Não perdi um mísero grama! Comecei a gargalhar. Assustado, o médico sugeriu um psicólogo. Acho que chegou a falar em psiquiatra. Será que é porque eu o ameacei com um bisturi? Anotação: Não volto mais ao médico, o frango acha que ele é um charlatão.

Décimo-quarto dia de dieta:O frango me apresentou uns amigos. A picanha é super gente boa, e a torta, embora meio enfezada, é um doce.

Décimo-quinto dia de dieta: Matei a Gisele B! Cortei ela em pedacinhos e todas as fotos de modelos magérrimas que tinha em casa. Anotação: O frango e seus amigos estão chateados comigo. Comi um pedaço do Sr. Pão. Mas foi em legítima defesa. Ele me ameaçou com um pedaço de salame.

Décimo sexto dia: Não estou mais de dieta. Aborrecida com o frango, comi ele junto com o pão. E arrematei com a torta. Ela realmente era um doce…'

SENTIU O DRAMA MERMÃO?!

Daí aumentamos o nível de desespero na mesma medida em que nº da calça sobe, Aaaaarrrghhhh!!! Chegamos à conclusão: não vai ter jeito, vou ter que fazer (ui!) ginástica.
Só que vc faz a avaliação na academia, paga a matrícula, mensalidade e a avaliação tudo junto pra não perder a coragem, compra roupa de ginástica (com camisão, pra barriga não aparecer) e... NÃO VAI. Sim, porque tudo conspira contra: hj estou com cólica, hj estou com dor de cabeça, amanhã tem o final de temporada de CSI, semana que vem tem a reprise do Oscar com o Hugh Jackman (ui!) e outros: dá uma olhada pra ver se o universo não conspira contra nós?!

video

E bêê tóó procês!

Coleguinha já passou por isso...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Coleguinhas, ando tãããooo sem inspiração!!! E sem tempo tbém. Esse monte de trabalho atrapalha a minha vida de blogueira, ai, ai.

Mas, pra não ficar sem nada, mais um capítulo de JEITOSINHA:

CAPÍTULO VII: PLANO DE VINGANÇA

Não foi difícil para Jeitosinha convencer Adenair a se juntar a ela em seus planos de vingança.
Ele sabia que seu pai, violento e castrador, jamais o deixaria sair do armário. Com Ambrósio morto, um novo horizonte, muito mais colorido, se desenhava à sua frente.
- Já pensou, Jeitosinha? Vou poder comprar um ka dourado... Colocar piercings nos mamilos... Fazer backing vocals no show do Edson Cordeiro!
Adenair só não estava muito certo sobre a morte da mãe. Marilena sempre foi uma mulher zelosa de seus filhos, e muito carinhosa com os sete filhos.
- Você acha que o erro da mamãe foi assim tão grave? Perguntou.
- Se eu acho?
Indignou-se Jeitosinha.
- Minha vida foi uma farsa!
- Mas sempre é tempo de recomeçar... Você pode fazer uma operação de troca de sexo...
- Não é tão simples. Eu gosto de mim como sou! O problema é que o mundo não está preparado para aceitar pessoas diferentes!
- Puxa... O mundo aceitou o Michael Jackson! Ainda insistiu Adenair.
Mas Jeitosinha estava decidida.
- A vingança vai começar. Papai será a primeira vítima.
- Qual é o seu plano?
- Amanhã é sábado. Neste dia, à noite, todos os nossos irmãos saem para se divertir. Mamãe tem a novena na casa de Dona Nair e papai e eu, nós dois costumamos ficar sozinhos em casa.
Adenair ouvia com atenção o plano traçado por Jeitosinha na noite anterior.
- Papai terá uma morte violenta. Sangrenta. Algo tão hediondo que ninguém suspeitará que o crime poderia ter sido praticado por uma pessoa como eu, uma jovem loira, maravilhosa e frágil...
- E como eu poderei ajudar? Perguntou Adenair.
Jeitosinha esboçou um sorriso estranho e respondeu, num tom seco:
- Me arranje uma serra elétrica!

Sangue!
Corpo esquartejado!
Falsa loira nua!
Confira, no próximo e emocionante Capítulo!!!!

BÊÊ TÓÓ!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Atrasada!!!!!

Orá, coleguinhas


Ontem não tive tempo de posta a história de Jeitosinha, então vai ser hoje:

CAPÍTULO VI: O PLANO MACABRO DE JEITOSINHA

Dos seis irmãos, somente o mais velho não se dava bem com Jeitosinha. Todos os outros nutriam um enorme carinho pela caçula.
Adenair, o sexto filho, um ano mais velho que a irmã, era o grande amigo e confidente da moça.
- O que foi, Jeitosinha? Você parece distante... Perguntou Adenair, durante o café da manhã.
Jeitosinha percorreu a cozinha com os olhos e certificou-se de que os dois estavam sozinhos.
- Irmão... Você saberia guardar um segredo muito importante?
O moço gelou por dentro. Embora Jeitosinha não suspeitasse, Adenair também guardava um mistério. Ele balançou a cabeça positivamente, respondendo a pergunta.
- Então, vem comigo...
A loira puxou o irmão pela mão até o seu quarto, trancou a porta e desabotoou a calça jeans.
- Que isso! O que você está fazendo, Jeitosinha?
Sem dizer uma palavra, Jeitosinha exibiu seu membro masculino a Adenair.
- Não! Não pode ser! Diga-me que isso é de borracha e que hoje é Primeiro de Abril! Reagiu o rapaz.
- É o que você esta vendo, irmão... Eu sou homem!
- Não, Jeitosinha... Isso aí não quer dizer muita coisa...
O olhar de Adenair era estranho.
- Eu também tenho um e... É...
Jeitosinha entendeu na hora.
- “Então não era por acaso que Adenair comprava todos os discos da Celine Dion e anotava as dicas da Ana Maria Braga.” Pensou a loira e logo em seguida interrogou o irmão
- Adenair... Você é gay?
- Sim, e minha condição é muito pior do que a sua!
Confessou o irmão, entre soluços.
- Você pelo menos pode usar aquele vestidinho pink ma-ra-vi-lho-so!
Jeitosinha abraçou Adenair e enxugou suas lágrimas com os dedos.
- Adenair... Só me tira uma dúvida...
- É, fui eu sim.
Emendou o rapaz.
- Sua Barbie está no fundo da minha gaveta de meias...
E agarrou-se a Jeitosinha com uma enorme sensação de alivio...

Será que Adenair vai se juntar à irmã no plano de vingança?

Bêê Tóó.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

NÓÓÓSSA!!!

CARALHOS ME FODAM!!! Alguém aí sabe o que é uma retroescavadeira? E uma carregadeira?

EU SEEEI! VOCÊS NÃO SABEEEM!!!

Ó POCÊS:


E...

BÊÊ TÓÓ!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

SENSATEZ?!

Orá, coleguinhas,
Como já ouvi por aí, acho que sou a última pessoa sensata do mundo. Quê?! Achou que esse comentário é do tipo 'sou muito fodona'? Tá bom, mas eu sou messssmo, hahaha. E modesta, tá legal?

Bom, voltando ao assunto, já estava pra falar sobre isso há uns dois dias, mas a TPM baixou e fiquei meio trololó. Então, outro dia estava vindo trabalhar quando uma moça que estava andando na minha frente tinha alguma coisa que não sei bem o que era na mão. Ni qui que eu olha ela simplesmente joga o tal saco na calçada. !!!!!!! Como assim?! Ali tinha alguma lata de lixo? Não. Será que caiu sem querer? Não. Ela simplesmente pensou: 'isso é lixo, vou jogar aqui mesmo'. Caralhos me fodam. Eu fiquei ali, com cara de ovo estrelado (estatelada) pensando como é que alguém faz um treco desses assim, como se isso fosse o que toda humanidade deveria fazer.

Achou um absurdo? Pois tem outra. Semana passada fui almoçar no restaurante de comida a quilo onde sempre vou, ni qui vejo uma senhora atrás de mim. Tudo bem. Ela se serve de batata chips, como eu, e não mais que de repente: tchan, tchan, tchan, tachaan, ELA COME UMAS DUAS!!!!! ANTES DE PESAR!!!! Não, aí eu pensei 'me amarrota que eu tô passada", que qui é isso minha gente?! NUNCA que eu faria uma coisa dessas. Minto, nunca nem passaria pela minha cabeça fazer uma coisa dessas. Que cara de pau!!!!!! Eu ia falar alguma coisa, mas acabei me acovardando. Deixei, vai ver ela já tava gagá (apesar de não ser tão velha assim).

Achou outro absurdo? Pois tem outra, só que essa é antiguinha e dessa vez eu não me mantive indiferente. Quando eu estava na faculdade (no século passado) não tínhamos celular (can U imagine?). Um dia chegamos pra aula e fomos avisados que as aulas do último horário estavam canceladas nem me lembro porquê. Era uma quarta-feira e nesses dias meu pai me buscava pq ele e minha mãe saíam pra reunião de encontro de casais. Então eu tinha que ligar correndo pro meu pai na hora do intervalo e avisar pra eles não virem que eu ia sair mais cedo. Só que como eu, TODO MUNDO tinha que fazer a mesma coisa. Numa época em que não tínhamos celular, a fila do ÚNICO orelhão estava felomenal. Aí, estava eu contando os segundos pra conseguir falar com eles antes que saíssem de casa, quando o cara-de-pau na minha frente foi ligar. Agora o diálogo:
CARA-DE-PAU: 'Alô, eu poderia falar com a Fulana?'
Pausa e eu já nervosa.
CARA-DE-PAU: 'Fulana?, sou eu... é... e aí vc pode falar?'
Frio subindo pela minha espinha.
CARA-DE-PAU: 'Tudo bem, responde sim ou não...'
putaquiupariu, não acredito que esse cara tá namorando escondido pelo telefone!
CARA-DE-PAU: 'E aí a gente vai se ver hoje?' pausa 'responde sim ou não'
caráaái vééi, o ponteiro tá chegando na hora que meu pai sai de casa.
CARA-DE-PAU: 'Tô com saudade... '
nisso meu dedinho indicador foi parar no ombro do cidadão:
EU-PUTA-DA-VIDA: 'Escuta aqui, cê não tem vergonha nessa cara, não? Não tá vendo a fila do tamanho de um bonde e vc aí namorando escondido?'
CARA-DE-PAU: falando no tel. 'peraí, que tem uma ridícula aqui falando alguma coisa' e virando-se pra mim 'isso é um tel público, eu tenho direito de falar'
EU-MAIS-PUTA-AINDA: 'Tem direito de falar mas tem dever de ter inteligência básica. Não tá vendo que os outros tbém querem falar, inclusive eu? E eu tenho hora. Vc tá aí achando que pode tudo...'
Nisso a turma toda da fila tomou coragem e começou a vaiar, xingar e outras cositas más e aí o CARA-DE-PAU foi obrigado a desligar.

Agora, me diz aí, sou ou não sou a última pessoa sensata no mundo? Depois eu conto outros casos de caras-de-pau.
Bêê Tóó.

Coleguinha hoje abusou dos parênteses, interrogações e exclamações, né?

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

MAU HUMOR!



É coleguinhas, a TPM (tô p... mêrmo) ainda não me largou. Caramboleta, há muito tempo que eu não fico de tão mau humor quanto esse começo de semana. Sabe aqueles dias em que você fica torcendo pra alguém fazer uma grosseria, passar na sua frente em alguma fila, pra poder soltar os cachorros? Pois é, essa sou eu essa semana.

Então, pra não perder a piada, aqui vai um texto que vaga pela internet (foi escrito por um homem, grrrr!):

AS 4 FASES DA TPM: BRACE YOURSELF!!!

*Fase 1 - a Fase Meiguinha*
Tudo começa quando a mulher começa a ficar dengosa, grudentinha. Bom sinal? Talvez, se não fosse mais do que o normal. Ela te abraça do nada, fala com aquela vozinha de criança e com todas as palavras no diminutivo. A fase começa chegar ao fim quando ela diz que está com uma vontade absurda de comer chocolate. O que se segue, é uma mudança sutil desse comportamento, aparentemente inofensivo, para um temperamento um pouco mais depressivo.

*Fase 2 - a Fase Sensível*
Ela passa a se emocionar com qualquer coisa, desde uma pequena rachadura em forma de gatinho no azulejo em frente à privada, até uma reprise de um documentário sobre a vida e a morte trágica de Lady Di. Esse estágio atinge um nível crítico com uma pergunta que assombra todos os homens, desde os inexperientes até os mais escolados como o meu pai: - Você acha que eu estou gorda? Notem que não é uma simples pergunta retórica. Reparem na entonação, na escolha das palavras. O uso simples do verbo 'estou' ao invés da combinação 'estou ficando', torna o efeito da pergunta muito mais explosiva do que possamos imaginar. E essa pergunta, meus amigos, é só o começo da pior fase da TPM. Essa pergunta é a linha divisória entre essa fase sensível da mulher para uma fase mais irascível.


*Fase 3 - a Fase Explosiva*
Meus amigos, essa é a fase mais perigosa da TPM. Há relatos de mulheres que cometeram verdadeiros genocídios nessa fase. Desconfio até que várias limpezas étnicas tenham sido comandadas por mulheres na TPM. Exagero à parte, realmente essa é a pior fase do ciclo tepeêmico. Você chega na casa dela, ela está de pijama, pantufas e descabelada. A cara não é das melhores quando ela te dá um beijo bem rápido, seco e sem língua. Depois de alguns minutos de silêncio total da parte dela, você percebe que ela está assistindo aquele canal japonês que nem ela nem você sabem o nome. Parece ser uma novela ambientada na era feudal. Sem legendas... Então, meio sem graça, sem saber se fez alguma coisa errada, você faz aquela famosa pergunta: 'Tá tudo bem?' A resposta é um simples e seca: 'Tá' sem olhar na sua cara. Não satisfeito, você emenda um 'Tem certeza?', que é respondido mais friamente com um rosnado baixo e cavernoso 'teenhoo.'. Aí, como somos legais e percebemos que ela não tá muito a fim de papo, deixamos quieto e passamos a tentar acompanhar o que Tanaka está tramando para tentar tirar Kazuke de Joshiro, o galã da novela que... - Merda, viu!? - ela rosna de repente. - Que foi? A Fase Explosiva acaba de atingir o seu ápice com essa pergunta. Sem querer, acabamos de puxar o gatilho. O que se segue são esporros do tipo: - Você não liga pra mim! Tá vendo que eu to aqui quase chorando e você nem pergunta o que eu tenho! Mas claro! Você só sabe falar de você mesmo! Ah, o seu dia foi uma merda? O meu também! E nem por isso eu fico aqui me lamuriando com você! E pára de me olhar com essa cara! Essa que você faz, e você sabe que me irrita! Você não sabe! Aquele vestido que você me deu ficou apertado! Aaaai, eu fico looooouca quando essas coisas me acontecem! Você também, não quis ir comigo no shopping trocar essa merda! O pior de tudo é que hoje, quando estava indo para o trabalho, um motoqueiro mexeu comigo e você não fez nada! Pra que serve esse seu Jiu Jitsu? Ah, você não estava comigo? Por que não estava comigo na hora? Tava com alguma vagabunda? Aquela sua colega de trabalho, só pode ser ela. E nem pra me trazer um chocolate! Cala sua boca! Sua voz me irrita! Aliás,vai embora antes que eu faça alguma besteira. Some da minha frente! Desnorteado, você pede o pinico e sai. Tenta dar um beijinho de boa noite e quase leva uma mordida.

*Fase 4 - a Fase da Cólica*
No dia seguinte o telefone toca.
É ela, com uma voz chorosa, dizendo que está com uma cólica absurda, de não conseguir nem andar. Você vai à casa dela e ela te recebe dócil, superamável. Faz uma cara de coitada, como se nada tivesse acontecido na noite anterior, e te pede pra ir à farmácia comprar um Atroveran, Ponstan ou Buscopan pra acabar com a dor dela. Você sai pra comprar o remédio meio aliviado, meio desconfiado 'O que aconteceu?', você se pergunta. 'Tudo bem'. Você pensa: 'Acho que ela se livrou do encosto'. Pronto! A paz reina novamente. A cólica dobra (literalmente) a fera e vocês voltam a ser um casal feliz. Pelo menos até daqui a 20 dias...


Pois é coleguinhas, o pior é que é assim mesmo, com alguns altos e baixos, mas na essência, toda mulher fica descabelada e GORDA antes, durante e depois da TPM.





BÊÊ TÓÓ

Coleguinha não está muito descabelada, não... só um pouquinho

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Things that make you go 'huuuuummmmm'!

Coleguinhas, estou de TPM. Já comi sanduíche, chocolate, pão, refrigerante.

Mini-coleguinha voltou hoje pra escola. Queria ter participado, mas não ia dar certo. Estou de TPM tbém por causa disso.
Então pra tentar alegrar meu dia aqui vai:



Mais uma:


E a cereja do bolo:


Bêê Tóó

Mais Jeitosinha...

Coleguinhas, hoje só tem a história, pq estou trabalhando muuuiiito.

CAPÍTULO V: BRUNO E JEITOSINHA

Desilusão, medo, vergonha. Sentimentos variados dominavam a cabeça de Bruno quando Jeitosinha lhe expôs sua triste verdade. Sentia que ainda a amava e até compreendia que ela era a grande vítima desta trapaça do destino, mas o amor estava isolado por um intransponível muro de aversão.
- Não podemos continuar juntos, meu amor! Eu sou hétero!
- Mas Bruno... Eu continuo sendo a mesma!
- A mesma? Com aquela coisa enorme, que parece um celular Motorolla daqueles antigos? Não, Jeitosinha. Lamento, mas está tudo acabado entre nós!
- "Que somos, senão germes rastejantes num enorme teatro do absurdo?" Pensou a loira, tomada pelo desânimo.
Jeitosinha voltou para casa com passos lentos, como se carregasse o mundo nas costas. Ao entrar em casa deparou-se com Ambrósio.
- Onde você estava, tesouro? Papai já lhe disse que uma mocinha frágil não pode ficar zanzando por aí!
Embora fosse um homem violento, Ambrósio era sempre doce e atencioso com Jeitosinha. Por isso mesmo a filha, até então, o adorara. Mas agora, sabendo que vivia uma farsa, e que a origem de todo o seu sofrimento era o medo imposto a Marilena por aquele homem, sentia ânsias de vômito só de olhar para o seu rosto.
Vingança! Era tudo o que Jeitosinha queria naquele momento!
A vingança penetrou cada pequena veia de seu coração, antes ocupado pelo amor que sentia por Bruno.
Controlando o tom de voz e forçando um sorriso, Jeitosinha respondeu ao pai:
- Estava estudando com umas amigas. Estou com muita dor-de-cabeça e vou me deitar, papai.
A moça se trancou no quarto e tirou da bolsa uma revista pornográfica, que acabara de comprar numa banca próxima a casa de Bruno.
- Então são assim os homens e mulheres! Disse baixinho para si, enquanto folheava a publicação.
Completamente nua, viu no espelho que era uma mulher perfeita. Comparou seu pênis com os dos atores pornôs da revista. Eram muito parecidos, embora o de Jeitosinha fosse maior. Tocou-se como nunca havia se tocado. Deixou-se dominar pela libido, livre da repressão imposta pelo pai.
Ao se deitar para dormir, Jeitosinha estava muito triste, mas não havia perdido a razão de viver. Ela sabia que tinha uma missão: Destruir Ambrósio, Marilena e Bruno.

Qual será o plano macabro de Jeitosinha?
Confiram no próximo e emocionante capítulo!


BÊÊ TÓÓ!